A fatídica abertura da Copa

Deu uma certa vergonha, não?

Comparada a apresentações colegiais, a abertura da Copa foi um fiasco do início ao fim e um prato cheio para as piadinhas nas redes sociais. Coordenada por um casal belga patrocinado pela FIFA, a cerimônia custou R$ 18 milhões e foi vergonhosa. Mostrou um Brasil caricato e sem graça, numa cerimônia sem qualquer senso de espetáculo. Não houve harmonia, cenário pífio, coreografia (tinha?), encantamento, musicalidade, imaginação, nada! faltou tudo! Talvez o momento mais marcante da cerimônia tenham sido os xingamentos à Dilma, logo após o seu término. A horrível e mal acabada esfera de LEDs que se abria como uma tangerina e escondia uma plataforma elevatória que trouxe a Jennifer Lopez e o ‘rapper’ americano Pitbull, para juntar-e a Cláudia Leite, não aguentou o peso dos dois e empacou no meio. O ‘desce-até-o-chão’ da cantora baiana rivalizando com a J’Lo foi também surreal, devidamente comentado pela Maitê Proença. O chute inaugural feito por um paraplégico usando um exoesqueleto, também ninguém viu. Propositalmente suprimido pela FIFA, este experimento desenvolvido pelo controverso cientista Miguel Nicolelis, até hoje não foi publicado por qualquer revista científica, e talvez isso tenha justificado a menor exposição.

O Mashable classificou a cerimônia como confusa para os espectadores, e como não podia faltar uma lista do Buzzfeed com os momentos mais “Que P%$#@ É Essa” da festa também foram publicados.

 Screen Shot 2017-02-25 at 1.53.36 PM

A abertura da Copa tava a cara do Esquenta! Pros produtores de plantão, a lona mal esticada também incomodou bastante.

Screen Shot 2017-02-25 at 1.53.41 PM

Sobrou até pra Narcisa.

Copa2

Em um país cheio de Paulo Barros, Deborah Colker, Rosa Magalhães e enormes e lindas festas populares como a de Parintins, foi no mínimo um desperdício de mostrar e produzir algo realmente tocando e relevante para o mundo.

Copa3

Artigo publicado também no Medium

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.